O que faria Jesus em meu lugar?

Por Roberta Avelar

Queridos, o que Jesus faria em meu lugar? Há quanto tempo não nos fazemos esta pergunta? Devemos nos perguntar isso a cada atitude. Ao sair de casa, ao falar uma palavra, ao brincar com o nosso amigo, ao selecionar a música que escutamos, o site que visitamos ou o canal que assistimos. Qual é a motivação das nossas escolhas?

Vivemos tão centrados em nossas vidas, trabalhamos para nós, estudamos para o nosso crescimento, saímos para nos divertir, vivemos nossas vidas em função de nós mesmos. E fazemos a obra de Deus dentro do que é confortável para gente e até onde nos dá prazer.

Até a leitura da Bíblia está comprometida, lemos aquilo que “faz bem” para nossa alma (IITm 4:3). Que nos deixa para cima, somos levados a olhar para os grandes empreendedores, aqueles que “dão certo” e que estão levando o evangelho ao conhecimento do povo. Quando, na verdade, deveríamos ser levados a olhar para dentro de nós, isso faria o verdadeiro evangelho ser conhecido.

Infelizmente, a palavra evangelho está equivocada no entendimento do povo. A mídia gospel ensina que o sentido do evangelho é nos dar uma vida abundante na presença de Jesus, isto é, uma vida confortável, com crescimento profissional e financeiro, onde nos é concedido “o melhor desta terra” porque somos filhos do rei e por isso merecedores da sua herança. Será que foi por esse evangelho que Jesus morreu? Será que ele derramou o seu sangue para garantir uma vida boa para a igreja? É claro que não! Quando Jesus fala que veio para nos dar uma vida abundante, é uma vida completa. Ele olha para o homem inteiro, não só para o físico ou para o financeiro, não só o emocional ou espiritual. Através do exemplo de Jesus vemos uma preocupação com o homem de forma geral. Ele não trabalha por partes, a missão de Jesus é integral. E esta deve ser a nossa missão.

Como executar esta missão nos tempos de hoje? (Tempos em que o amor das pessoas esfriou e elas são compradas pelo sistema, onde viver de forma diferente é um preço muito alto a pagar. Onde se prega que fazer parte de um grupo “religioso gospel” é necessário para a salvação). Não é fácil cumprir a missão, mas uma sugestão é começar se perguntando: o que Jesus faria em meu lugar? Considerando o texto: “Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados” (Efésios 5:1) e se comprometendo com ele.

Anúncios

Sobre Valéria Andrade


Uma resposta para “O que faria Jesus em meu lugar?

  • valbio

    É isso que eu digo pessoal: participem!
    Amei a iniciativa de Roberta!Compartilhem também enviando textos, poesias, imagens, videos, musicas etc.

    Bjao pra toda JUBATI!

    Fiquem firmes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: